Portugal, esa gran desconocida

Mapa Portugal¿Alguien se acuerda de Potugal? Son esos vecinos que tenemos…

Yo, la verdad, no me suelo acordar. Cuando me preguntan sobre los países vecinos nombró a Francia, Marruecos y a Andorra, pero lo de Portugal viene más tarde.

Por supuesto es MI problema y de mis conocimientos de geografía; pero estoy seguro de que esa misma indiferencia es compartida por muchos españoles. No se porque, pero pensamos en los franceses que destrozan nuestros camiones, en los marroquís que pasan el estrecho, en incluso en lo poco que se paga de impuestos en Andorra. Pero en Portugal no.

Esto tiene un extraño contraste cuando nos comparamos con Portugal y recibimos noticias como que el 30% de los portugueses estarían dispuestos a unirse a España. Desde luego, ellos si piensan en nosotros.

Edit: Increible el grado de respuestas negativas que ha recibido este post. Y no entiendo porque. Yo no soy el que decía que el 30% de los portugueses querían unirse a España. Otra cosa es la indiferencia que tenemos normalmente hacia Portugal y eso, señores, no es algo que podamos controlar. Lo cierto es que en las noticias españolas practicamente nunca se oye nada sobre Portugal, ni tampoco en los periodicos. La realidad es así de triste.

Reblog this post [with Zemanta]

7 responses to this post.

  1. Posted by Renato Pedroso Henriques on Domingo, 2 noviembre 2008 at 22:27

    Da última vez que vivemos em comum foi via pé porta a dentro por problemas de sucessão. Fomos bem tratados para cidadãos de segunda. Isso de cerca de 30% favorecerem uma união com Espanha, gostaria de saber de onde aparecem esses 30%. Devem fazer parte daqueles que mudam de País conforme as oportunidades para a carteira. Assim como ratos que mudam de convés conforme a quantidade e qualidade da carga. Seguramente não são esses que merecem ter País pois um País constroi-se de dentro para fora e é como um casamento, para o melhor e para o pior. No que respeita a Espanhóis nunca se lembrarem de Portugal, devo acreditar que se trata dos ignorantes. Ainda bem que não exportamos terroristas, que os que emigram não dão nas vistas por se constituirem e proliferarem em máfias. Ainda bem que isso dá aso a boas notícias, logo não aparece nas notícias. A velha máxima: “Good news, don’t make the news”.

    Responder

  2. Posted by José on Lunes, 18 mayo 2009 at 15:46

    bem, vejo mais ignorância nas respostas do que no artigo. se não compreendem castelhano talvez se devessem abstrair de comentar.

    o autor está meramente a constatar uma tendência dos espanhóis. tenho muitos bons amigos espanhóis e já viajei um pouco por toda a espanha e devo dizer que tenho uma perspectiva diferente sobre o assunto. mas o autor do artigo é espanhol, conhecerá melhor que eu o zé povinho espanhol e os seus clichês culturais – pelo menos os da sua parte de espanha.

    os 30% de “traidores” provêem certamente de alguma publicação duvidosa género correio da manhã. mas não foi o autor do blog a inventar os dados.

    e que pena que o patriotismo apenas venha à superfície em brigas na internet ou no café quando se fala de bola. no resto das situações é só pessimismo e individualismo.

    Responder

  3. 1. Estou-me a rir à brava com as reacções do tugas a esta cena de nos unirmos a Espanha. Estes hermanos têm-nos saído caros (andámos séculos a pagar bem aos ingleses para lhes darem porrada sempre que estava em causa a soberania nacional). A isso há quem chame a mais velha aliança no mundo.

    2. Bom, na verdade há uma hipótese muito remota: A capital do reino seria em Lisboa!!! LOLOLOL Como dizia o outro ESPANHOL JAMÉ!!!!!

    3. Quanto a eles ignorarem a pátria lusa, dois comentários: a) Ainda bem que ignoram porque quando aparecem por cá desatam a bater palmas e fazem uma barulheira do caraças. b) É normal que vivam com o cu virado para nós tal como os franceses vivem com o cu virado para eles. A europa é uma cena de caras e de cús.

    De qualquer forma nuestros hermanos: No hard feelings: Arriba Espana!!!

    Responder

  4. Posted by Rafael on Jueves, 26 noviembre 2009 at 1:35

    Analfabetos? Enganaste-te no adjectivo. Analfabeto é quem não sabe ler ou escrever. Se os espanhóis não conhecem Portugal, então apenas desconhecem o território português, não são analfabetos. Por isso, és automaticamente uma analfabeta-funcional (pessoa que desconhece as aplicações e limites dos significados e uso dos vocábulos).

    E, sim, aposto que mais de 30% dos “tugas” não têm o mínimo problema em admitir que se não se importariam de se juntar a Espanha.

    Portugueses: Não sejam facciósos. Vocês sabem muito bem que o que vos separa dos espanhóis são meia dúzia de palavra e alguns pratos culinários – se bem que eles são bem mais bem-humorados do que vocês… e elas bem mais bonitas =D

    Responder

  5. Posted by Mundista G on Jueves, 25 febrero 2010 at 22:50

    tambien pensamos en otras cosas y no se le da tanta importancia .
    como la violacion de los derechos humanos , pensadlo.

    Os lo aseguro ,nade tiene una explicacion

    Responder

  6. Curioso, porque seguro que todos los españoles conocen Cristiano Ronaldo, Mourinho, Simao Sabrosa……

    Responder

  7. Posted by sobreira on Martes, 29 enero 2013 at 20:41

    Quem é Simão Sabrosa? (e sou galego…!)

    Responder

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s

A %d blogueros les gusta esto: